Céu Sem Estrelas - Iris Figueiredo

 Oi vocês, 


Ai, ai e se eu disser que comecei a ler Céu Sem Estrela esperando um romance água com açúcar... Iris Figueiredo deve estar rindo de mim nesse exato momento... Hoje vamos falar desse livro incrível que me surpreendeu do inicio ao fim e se tornou uma das melhores leituras deste ano.

Título: Céu Sem Estrela
Autora: Iris Figueiredo
Editora: Seguinte
Páginas: 357
Sinopse: Um romance sensível e envolvente sobre autoestima, família e saúde mental.
Cecília acabou de completar dezoito anos, mas sua vida está longe de entrar nos trilhos. Depois de perder seu primeiro emprego e de ter uma briga terrível com a mãe, a garota decide passar uns tempos na casa da melhor amiga, Iasmin. Lá, se aproxima de Bernardo, o irmão mais velho de Iasmin, e logo os dois começam um relacionamento.
Apesar de estar encantado por Cecília, Bernardo esconde seus próprios traumas e ressentimentos, e terá de descobrir se finalmente está pronto para se comprometer. Cecília, por sua vez, precisará lidar com uma série de inseguranças em relação ao corpo — e com a instabilidade de sua própria mente.

Devo começar essa resenha com um alerta de gatilho, se você não se sente confortável em ler histórias que fala sobre depressão, ansiedade, pânico e outras doenças mentais, talvez não seja aconselhável ler essa história. Como disse, eu comecei Céu Sem Estrelas já achando que era um livro sobre um romance clichê e impossível e que no final dava tudo certo. Inocente, tadinha.



Nesse livro conhecemos Cecília, uma jovem que acabou de completar dezoito anos e deveria ter a vida perfeita, mas que infelizmente, não possuía. Ela não conhecia seu pai, e sua mãe estava mais preocupada com o padrasto e em fazê-la sentir mal por todas as coisas ruins do mundo, ah ela também perdeu o emprego – no dia do aniversário. 

“Eu não me sentia forte. Demorei muito tempo até encontrar minha própria força”

Depois de mais uma lamentável briga com sua mãe, ela aceita o convite de sua melhor amiga Iasmin e resolve se mudar para a casa dela. Uma realidade totalmente diferente da que estava acostumada. Enquanto estava lá, ela se aproxima de Bernardo – ou melhor, ele se aproxima dela – e logo os dois se veem apaixonados. 



Bernardo tem diversos amigos babacas e se esconde em uma máscara, onde tenta parecer igual a eles. Mesmo com diversas oportunidades, ele tenta ter suas próprias conquistas. 
Quando terminei o primeiro capitulo eu já sabia que Cecilia precisava de um acompanhamento médico, e fiquei indignada pela demora de alguém sugerir isso durante o decorrer do enredo. Eu “entendo” as pessoas terem preconceito e acharam que psicólogo ou psiquiatra é coisa para gente “louca”, mas a menina pedia socorro no olhar – e eu nem tava olhando para ela. 

“Não existe céu sem estrelas, Cecília. Mesmo quando estão cobertas pelas nuvens, ainda estão lá. A gente só não consegue enxergar”

Só quem convive com pessoas que possuem transtorno mental, sabe quão difícil é lidar com algumas coisas. Existem dias que tudo está bem e que não existe nada acontecendo, outros parece que tudo vai desmoronar. Eu passo por isso e sei que quem está do lado de fora acaba ficando de mãos atadas em alguns momentos, mas sempre está lá. 

Acho que o que mais me tocou na obra foi o fato de que a autora mostrou a realidade como ela é. Nem mesmo quem possui os transtornos sabe o que está acontecendo, e quando há um diagnostico muitas coisas começam a clarear. Senti que esse diagnostico demorou tanto para chegar, Cecilia sofreu demais, poderia ser menos pesado, se alguém olhasse e enxergasse o que estava acontecendo, mas era como se ela estivesse sozinha, mesmo cercada de tanta gente.

“Mas você não precisa entender as pessoas sempre. Ninguém consegue, por mais que tente. Mais do que compreensão, as pessoas buscam apoio, ou às vezes só alguém disposto a ouvir”

A escrita da Iris é incrível, eu estou com o livro na estante há tanto tempo, porém, acho que li no momento certo. Hoje eu entendo tanto Cecilia quanto todos que estão do seu lado. A luta é diária.
Foi uma leitura tão intensa, que não conseguia parar de ler. Um funfact, esse ano a Editora Seguinte, disponibilizou o e-book gratuito um dia, e eu baixei, estava lendo quando olhei para os poucos livros que trouxe da casa dos meus pais e já possuía o físico autografado... socorro. O bom é que durante meus momentos de insônia conseguia ler no kindle sem acordar o marido, rs.

Céu Sem Estrelas é um soco no estomago, não é um clichê, tem alguns pontos que poderiam ser, mas ele não tem um final feliz, ele tem um final real, construído e que traz esperança. 
Em relação a diagramação, a obra é linda. A capa é maravilhosa e traz uma cena muito marcante no livro, há trechos com mensagens e fontes diferenciadas, não localizei erros na revisão. Os capítulos são curtos então a leitura é ágil e eles intercalam entre Cecília e Bernardo.

“Vivo um dia de cada vez. Descobri que sou forte, não só pelo meu gancho de direita ou pelo meu manequim, mas por seguir em frente”

Eu não sei quais são os planos de Iris, mas eu espero muito que haja um e-book, livro, conto, não sei, mas algo que traga a história de Iasmin. Não podemos deixar em aberto ela sofrendo naquele relacionamento tóxico. Se não estiver nos planos, está feito o pedido. Obrigada. De nada.
Indico a leitura com a ressalva de gatilhos e espero que se sintam tocados com essa história. Parabéns Iris! 

Adquira Céu Sem Estrelas através desse link e ajude o blog a se manter, o valor continua o mesmo e você faz uma blogueira feliz.

Beijinhos,

22 comentários

  1. Ah meu Deus, e eu que tenho esse livro e aimda não li por pensar a mesma coisa??
    Chocada!!
    Adorei sua resenha e ja estou indo correndo ler para conhecer essa história!

    Obrigado pela dica!

    ResponderExcluir
  2. Aii, eu achando que também seria um romance água com açúcar.. Eu tenho gatilho para ansiedade, mas gosto de ler livros que falam disso, pois me ajudam também com a superação

    ResponderExcluir
  3. Ah eu tenho e-book dessa história e nossa, eu quero muito ler, muita gente adora essa história e fala muito bem.
    Adorei a sua resenha, me deu ainda mais vontade de ler, parece ser incrivel mesmo, prevejo muitos sentimentos quando ler!!

    ResponderExcluir
  4. Oiiii

    Esse livé tão incrivel pela abordagem que traz, realista, o diagnóstico demora e agente sofre, mas a realidade é bem desa maneira, sofrida. Livros assim ajudam demais, esse é um que muita gente deveria conhecer, vale a pena.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Oi...estou com esse livro autografado na estante, ainda não tinha ficado animada para realizar a leitura dele mas, agora estou! Quantos quots lindos você destacou e o livro parece ser bem realista e sincero.

    Viviane Almeida
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  6. Olá, que lindeza de resenha, li essa obra no ano passado e me emocionei demais, é uma narrativa bastante sensível e que trata de temas super válidos, indico pra todo mundo porque me mudou demais!

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Eu sou louco pra ler algo da Íris, principalmente esse livro que é sempre muito elogiado. Adorei saber um pouco mais sobre ele, e também me informar sobre esse final não feliz, mas totalmente real. Eu gosto muito de finais assim, porque me deixa mais ligado à história. Eu adorei sua resenha, tocou em pontos importantes e que gostei de serem pontuados.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Desde que eu vi esse livro, a uns dois anos, eu fiquei apaixonada por essa capa. É das mais bonitas que já vi, entre nacionais e gringos.
    Além da capa, sou muito interessada na história, porque acompanho a Iris e acho muito difícil eu não gostar da leitura.
    Por coincidência, comprei ele semana passada e quero ver se consigo ler o quanto antes.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2020/08/resenha-casa-das-orquideas-um-role-pelo.html

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Nossa, esse livro é maravilhoso, né??? Eu li ele faz um tempinho já, mas lembro que a leitura foi muito boa. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  10. Oi. :)
    Eu suuuuuper quero ler esse livro, tipo pra agora!
    Adorei sua resenha, me deixou intrigada, curiosa e tem o estilo que ando curtindo ultimamente.
    Dica mais que anotada!
    Parabéns pela resenha, adorei!

    Beijos.
    Manuscrito de Cabeceira

    ResponderExcluir
  11. Que proposta bacana o livro traz, adorei conhecer um pouquinho da história por aqui, eu curto o gênero narrativo então fiquei bem curiosa!

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Te entendo quando somos surpreendidos pelo enredo ser mais do que esperávamos. É sempre bom né? Eu já ouvi falar MUITO da Iris porém até hoje não li nada dela ainda. Gostei dessa questão dela realmente trazer a realidade como ela é para seu livro, e acho que estou animada em desbravar sua escrita por aqui. Dica super anotada! Amei a resenha e fotos!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Esse livro está sendo muito elogiado em todas às mídias: blogspot, bookstagram e youtuber, particularmente eu até gostaria de ler, porém por causa dos gatinhos resolvi que não seria uma boa ideia, já que ainda estou me recuperando de um período de ansiedade por qual passei, e ainda passo.

    ResponderExcluir
  14. Eu estou com esse livro para ler, só vejo elogios a ele e a forma como a autora conduziu a história.

    Amei ler a sua opinião, fiquei completamente envolvida ao ler suas palavras!

    ResponderExcluir
  15. Estou com esse livro há um tempão na estante e também jurava que era romance clichê, até agora! Os aviso de gatilhos foi ótimo. E concordo com você, as pessoas acham que psicologo é frescura, mas tenho feito terapia e isso me fez muito bem com relação há muitos aspectos da minha vida que eu achava que não tinha solução. Sofro de ansiedade e como você disse, só quem sofre sabe como é, e até descobrirmos tudo parece sem sentido! Amei a dica

    Beijokas

    ResponderExcluir
  16. O começo da sua resenha já me prendeu hahaha. Confesso que logo quando ganhei esse livro, também esperava a mesma coisa, mas após ler a sinopse e conversar um pouco com a Iris, percebi que ele vai além, sabe? Ainda não li, mas farei a leitura este mês, pois quero entender melhor a personagem e todos os problemas envolvidos. Adoro quando o livro nos proporciona esse "soco no estômago", sabe? Algo além do que esperamos.

    ResponderExcluir
  17. Oi Ani!
    Não conhecia esse livro, mas adoro quando o livro nos traz surpresas nos emociona e nos faz refletir sobre a história. fiquei curiosa sobre a personagem Cecília e seu problema mental, e em como ela consegue ajuda necessária para resolver seus problemas. Obrigado pela dica, parabéns pela resenha, bjs!

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bem? Já tinha visto esse livro lá no instagram e fiquei encantada com a edição. Pelo título também pensei que seria um romance água com açúcar, mas que bom saber que a autora aborda tantos temas diferentes. Também fiquei curiosa para saber mais sobre a Iasmim. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?
    Eu tenho esse livro desde que foi lançado, mas não li ainda acredita? Acho que de tanto comentário positivo que vi, acabei ficando com medo de ter ficado com a expectativa alta demais. Mas que bom saber que você gostou tanto da leitura. Eu amo a escrita da Iris, já li outros dois livros dela, e gostei dos temas que ela aborda nesse.
    Adorei a resenha e quero animar ler esse livro logo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Li esse livro ano passado e confesso que não funcionou pra mim tão bem assim. Gostei dos temas abordados, mas não consegui me conectar com a protagonista.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Essa obra parece ser emocionante, confesso que me fiquei interessado em ler. Anotei a dica para ler futuramente. Ah, comecei a te seguir no blog, se puder me seguir também, ficaria grato e feliz. =)

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Acho a capa desse livro muitonlinda, mas ainda não tive oportunidade de ler nada da autoria. Tbm tinha a ideia de que seria um livro clichê, mas me surpreendi com a sua resenha. Espero poder conferir e espero gostar

    Beijos

    ResponderExcluir

Oi você, que bom que chegou até aqui, não esqueça de deixar um comentário.

- Criticas, duvidas, sugestões são sempre bem vindas!

Obrigada pela visita e volte sempre ;*

Contato: contato@entrechocolatesemusicas.com